Entendimento e poder

Provérbios 8.14: O que a sabedoria tem que eu preciso e quero?

No capítulo 8 do livro de Provérbios, a sabedoria ganha voz. Da mesma forma que o autor coloca o convite ao mal na boca da adúltera, ele escreve como se a sabedoria tivesse vida própria, personalidade separada, para fazer o convite de Deus: Continue lendo “Entendimento e poder”

Quando o ódio é bom

Provérbios 8.13: Se não odiar o mal, não poderá temer a Deus.

O ódio é bom quando se torna uma expressão do temor a Deus:

Temer o Senhor é odiar o mal;
odeio o orgulho e a arrogância,
o mau comportamento
    e o falar perverso.
Provérbios 8.13 NVI

Se não odiar o mal, não poderá temer a Deus. Ele é santo e não aceita o mal na sua presença. Continue lendo “Quando o ódio é bom”

O justo sabe falar bem

Provérbios 10.31-32: O justo fala pouco e fala bem.

A boca do justo produz sabedoria, mas a língua perversa será cortada.
Os lábios do justo sabem o que agrada, mas a boca dos ímpios fala perversidades.
Provérbios 10.31-32 A21

O justo usa palavras certas porque se relaciona com Deus e pensa em como abençoar a vida do próximo. Continue lendo “O justo sabe falar bem”