Um testemunho eterno

Isaías 30.8: O que Deus mandou escrever séculos atrás ainda serve de alerta para nós.

Agora vá, escreva isso numa tábua para eles, registre-o num livro, para que nos dias vindouros seja um testemunho eterno.
Isaías 30.8

O Senhor ordenou que fosse escrito a recusa de Israel de ouvi-lo, porque o povo buscou ajuda no Egito para protegê-lo. A escritura serviu como testemunho contra sua rebelião e falta de confiança no Senhor. A escritura serviu para condenar o povo. Continue lendo “Um testemunho eterno”

Sempre com sangue

Sangue significa morte, morte significa justiça.

RedençãoO homem moderno se considera mais justo do que os antigos, por abolir a pena de morte. Na verdade, ele não valoriza a vida humana, pois a justiça exige que a punição seja à altura do crime. Da mesma forma, também, as pessoas hoje não compreendem a seriedade do pecado, nem o preço necessário da redenção.

Por isso, nem a primeira aliança foi sancionada sem sangue.
Hebreus 9.18 NVI

Nada mais sério do que transgredir a lei de Deus e assim rebelar-se contra ele. O pecado na sua essência é pior do que matar uma pessoa, pois o preço da redenção é a morte.

Como Deus nos ama, a ponto de enviar seu Filho morrer em nosso lugar!

 

Ele entrou

Não por meio de sangue de bodes e novilhos, mas pelo seu próprio sangue, ele entrou no Santo dos Santos, de uma vez por todas, e obteve eterna redenção.
Hebreus 9.12

O autor de Hebreus usa o sistema sacerdotal e o templo dos judeus para explicar o que Jesus realizou com a sua morte. Continue lendo “Ele entrou”