Reino espiritual

João 18.36: O reino de Cristo não é deste mundo.

Disse Jesus: “O meu Reino não é deste mundo. Se fosse, os meus servos lutariam para impedir que os judeus me prendessem. Mas agora o meu Reino não é daqui”. João 18.36

No Antigo Testamento, quando Israel era o povo de Deus, a manifestação do reino de Deus na terra era física e terrena. Ao povo foi dada a terra de Canaã, com fronteiras e divisas estabelecidas. Muitas promessas que o Senhor tinha feito ao povo eram materiais. Havia um rei, um governo, uma cidade (Jerusalém) como capital e leis que determinavam como viver como cidadãos. A identidade do povo dependeu da descendência da parte de Abraão. Continue lendo “Reino espiritual”

Procurou, encontrou

Mateus 13.44-46: Alto preço, tudo o que se tem.

O Reino dos céus é como um tesouro escondido num campo. Certo homem, tendo-o encontrado, escondeu-o de novo e, então, cheio de alegria, foi, vendeu tudo o que tinha e comprou aquele campo. O Reino dos céus também é como um negociante que procura pérolas preciosas. Encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo o que tinha e a comprou. —Mateus 13.44-46

Estas duas pequenas parábolas têm em comum uma frase que serve como o ponto de comparação principal: “vendeu tudo o que tinha e (…) comprou”. Continue lendo “Procurou, encontrou”

Final feliz e novo capítulo

Atos 28.31: A história tem final feliz e continuidade com cada um de nós.

Quem não gosta de final feliz? O livro de Atos termina com a pregação aberta do evangelho por parte de Paulo. Não pense no fato de ele estar preso. Pense no fato de a Boa Nova não estar preso, 2 Timóteo 2.9. Continue lendo “Final feliz e novo capítulo”

Ação: Buscar

Mateus 6.33: Como fazer toda atividade servir a essa busca?

LER: “Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas lhes serão acrescentadas” Mt 6.33.

PENSAR: Buscar significa prioridade, esforço máximo e foco definido. Implica em confiança em Deus de prover o necessário, ao se dedicar tempo à busca. O reino é colocar Deus acima de tudo, “primeiro em (1) importância, (2) tempo e (3) ênfase” (Coffman). A justiça é a prática da retidão, obediência à vontade divina. Buscar é verbo forte, intenso. Continue lendo “Ação: Buscar”

Black Friday, sim; Thanksgiving, não

Mateus 22.5: Muitos recusam o convite de Deus para tratar dos seus negócios.

Por que no Brasil se importou a celebração de Halloween, mas não a do Dia de Ação de Graças, celebrado hoje nos EUA?

Porque dá mais dinheiro. Porque as pessoas preferem festejar ao invés de orar. Porque o mundo é perverso. Continue lendo “Black Friday, sim; Thanksgiving, não”

Sobre os querubins

Salmo 99.1-2: Vemos a grandeza de Deus no meio do seu povo.

deus-sobre-querubins

A grande confissão de Israel surge de Deuteronômio 6, sobre o único Deus. Esta verdade distinguiu Israel das demais nações, politeístas e pagãs. Continue lendo “Sobre os querubins”

Verdade sólida para a humanidade abalada

Salmo 93: Cinco pontos sobre o salmo.

terra-salmo-93

As pessoas se preocupam com a destruição do mundo por meteoro ou por interferência humana. Nem precisam.

O Senhor reina!
Vestiu-se de majestade;
de majestade vestiu-se o Senhor
e armou-se de poder!
O mundo está firme e não se abalará.
Salmo 93.1 NVI

O Salmo 93, no Quarto Livro dos Salmos, foi escrito evidentemente para ajudar o povo de Israel entender que, mesmo no meio do exílio e da anarquia, Deus ainda reina. O salmo traz verdade sólida para uma humanidade abalada, até hoje.

#1. Deus sempre tem reinado, v2, diferente dos deus imaginários dos pagãos, os quais conceberam de cenas de assumir o trono para suas divindades. Que o mundo ainda está intacto testifica ao seu reino eterno.

#2. As forças caóticas e o mal sempre se têm jogado contra a ordem divina, v3. Soltam toda a sua fúria contra Deus. Acontece assim hoje também.

#3. As forças do mal não abalam o reino de Deus, v4. Ele ainda se senta calmamente no seu trono. Ainda reina. Ele não reina hoje também?

#4. Se o mundo ainda continua sólido, assim também as leis de Deus para seu povo, v5. As filosofias humanas mudam tão frequentemente como a fralda de neném, mas a verdade de Deus permanece firme.

#5. O ponto principal é: que tipo de pessoas seremos? v5. Deus reino sobre sua casa em santidade. O caos entra em nossa vida por meio da falta de sermos santos. “Como então vivermos?” perguntou Francis Shaeffer. A chave para a nossa segurança e paz é a santidade, ser dedicado a Deus.

Deus reina em paz e santidade. Estas ele aplica à nossa vida, pelo bem ou para destruir, dependendo da nossa submissão às suas verdades e da nossa vida que participa do seu caráter.

Perdendo o reino de Deus

Israel o perdeu, nós também podemos.

O medo da perda serve como grande motivador. A possibilidade de perder um pertence ou relacionamento precioso já forçou muita gente a mudar comportamentos e hábitos.

Ao mesmo tempo, alguns continuam tão teimosos em suas vidas, tão fixados na sua mentalidade, que absolutamente nada os moverá. Assim eram os judeus na época de Jesus.

“Portanto eu lhes digo que o Reino de Deus será tirado de vocês e será dado a um povo que dê os frutos do Reino” (Mateus 21.43 NVI).

A razão foi a rejeição de Cristo. Os judeus, portanto, deixaram de ser o povo de Deus. Cristo prometeu estabelecer sua igreja (Mateus 16.18). A igreja (no grego, ekklesia) era um termo do Antigo Testamento, na Septuaginta (tradução grega, da língua hebraica original), descrevendo o povo de Deus reunido perante sua presença. Cristo criaria um novo povo.

O mesmo risco da perda continua ainda hoje para um indivíduo ou congregação, se se rejeita a autoridade de Cristo como Senhor. A igreja efésia ficava a perder seu lugar como povo de Deus (Apocalipse 2.5). Para permanecer como uma congregação que podia usar o nome de Cristo precisava arrepender-se. “Pratique as obras que praticava no princípio”.

Deus soberano, que eu possa andar sempre nos caminhos do seu reino, seguindo a verdade recebida de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo.

Segure este pensamento: Perder o reino é tudo desperdiçar!/ Tal perda além do poder de calcular!

 

Aqui é poder

Como o poder de Deus é manifestado na vida?

Como alunos do Caminho, temos analisado toda frase em que ocorrem os termos “Escritura”, “Palavra” e “mandamento”. É fácil identificar o objeto destes, uma Bíblia na nossa mão. Mas talvez não tenhamos prestado tanta atenção aos termos sobre o poder.

Mas irei muito em breve, se o Senhor permitir; então saberei não apenas o que estão falando esses arrogantes, mas que poder eles têm. Pois o Reino de Deus não consiste de palavras, mas de poder.
1 Coríntios 4.19-20 NVI

Poder aqui significa viver pelo poder de Deus. É o poder da vida em Cristo. A versão “O Livro” verte o termo “poder” no verso 19 como “virtude espiritual”.

Os oponentes de Paulo sabem fazer barulho e intimidar, mas falta o poder da obediência ao Senhor e da imitação da sua maneira de viver (versos 16-17). O poder de Paulo será manifestado, se não houver arrependimento da parte dos oponentes, na disciplina (verso 21).

O poder dos nossos caminhos em Cristo pode trabalhar silenciosa e humildemente, ou pode, às vezes, confrontar e corrigir. Mas o poder de Deus no discípulo nunca deixa de fazer a sua obra. Sempre faz bom efeito para o bem de todos e para a glória de Deus.

Aqui é poder.

Deus onipotente, dê-me seu poder para falar e fazer toda a sua vontade.

Segure este pensamento: Deus exerce poder para transformar a vida e soltar a língua.[subscribe2]