Ação: Sacrificar-se

Romanos 12.1: Entregue tudo a Deus, sem reservas, sem esconder nada dele.

LER: “Portanto, irmãos, rogo-lhes pelas misericórdias de Deus que se ofereçam em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus; este é o culto racional de vocês” Rm 12.1.

PENSAR: A bondade de Deus nos inspira a oferecer a nossa vida a ele como sacrifício. Ele pode fazer conosco o que quiser. Passamos a pertencer totalmente a ele. Diferentes dos sacrifícios mortos de animais, somos sacrifícios vivos; fazemos tudo de modo consciente. Nossa oferta é racional. Ser agradável é ser sacrifício que Deus aceita. Continue lendo “Ação: Sacrificar-se”

Vidas em sacrifíco

Filipenses 2.17: O serviço cristão é constituído por sacrifício total.

A vida que se sacrifica em prol do reino de Deus não pertence somente a apóstolos e obreiros em tempo integral. Todo cristão é chamado a se sacrificar por Cristo. Este sacrifício é a marca do seguidor dele.

A fé que vocês têm os leva a oferecer as suas vidas em sacrifício no serviço de Deus.
Filipenses 2.17 VFL

A afirmação acima, da Versão Fácil de Ler, explica a frase compacta de Paulo, ao afirmar que ele junta seus esforços aos dos filipenses em serviço a Deus. A frase é sucinta: “sobre o sacrifício e serviço da fé de vocês”.

“A fé produz uma atitude de sacrifício, a qual nos liberta a fim de entregar a nossa vida física temporária no interesse da vida eterna” (TLSB).

A fé que deixa de produzir tal serviço sacrificial não é fé nenhuma. Certamente, a fé desta natureza é a fé salvadora. Salvadora para quem se sacrifica e para quem é alvo das atenções do seu serviço.

Deus eterno, como Jesus deu sua vida por mim, dou a minha por ele e por muitos, para que sejam salvos pela cruz de Cristo.

Segure essa ideia: O servo dá a vida livremente como Cristo deu, / Pra outros receberem o que ele recebeu.