Um testemunho eterno

Isaías 30.8: O que Deus mandou escrever séculos atrás ainda serve de alerta para nós.

Agora vá, escreva isso numa tábua para eles, registre-o num livro, para que nos dias vindouros seja um testemunho eterno.
Isaías 30.8

O Senhor ordenou que fosse escrito a recusa de Israel de ouvi-lo, porque o povo buscou ajuda no Egito para protegê-lo. A escritura serviu como testemunho contra sua rebelião e falta de confiança no Senhor. A escritura serviu para condenar o povo.

Deus nos dá sua palavra a fim de nos salvar. Este é o seu desejo. Ele revela na Bíblia, e especialmente no Novo Testamento, seu plano de redenção. Mas os que recusam a recebê-la serão julgados, Hebreus 4.12-13.

O livro de Isaías ainda permanece como testemunho contra a desobediência. Devemos aprender do mau exemplo de Israel, para não fazermos como eles fizeram, 1 Coríntios 10.6-11.

Não temos desculpa. Ignoramos a palavra de Deus para nossa destruição. Deixemos que Deus nos julgue agora, “para que não sejamos condenados com o mundo” 1 Coríntios 11.27-32. Para isso, temos de abrir o coração à ação da sua palavra, para nossa salvação eterna.

 

Um comentário em “Um testemunho eterno”

Deixe uma resposta