Todos têm chance, como Judas tinha

Embora escolhesse abandonar, Judas fazia parte.

No mundo, nem todos têm a oportunidade do sucesso e da aceitação. No reino de Deus, a todos é oferecida igual chance de servir a Cristo e de ser usado como instrumento de glória para seu projeto eterno. Até o apóstolo Judas,

pois ele era contado como um de nós e teve parte neste ministério.
Atos 1.17 A21

Judas recebeu igual chamado, igual participação, igual oportunidade de seguir a Jesus e de servir ao seu reino. Entre todos os outros, a ele foi confiado a tesouraria do grupo. Por amor ao dinheiro, porém, ele preferia contar as moedas ao invés de ser contado como um dos Doze.

Judas desperdiçou sua oportunidade. Ele “se desviou” do seu ministério e apostolado (verso 25). Fez pouco caso do que recebera.

Não percamos de vista, porém, de que ele fazia parte, igual aos outros. O que este fato nos informa?

Judas não era predestinado para trair Jesus. Por causa das suas decisões, ele abandonou o seguimento de Jesus para ir atrás das suas ambições. Judas hoje é “contado”, não como apóstolo, mas como traidor, por causa das suas próprias escolhas.

Pai, obrigado por me chamar para ser contado entre os fiéis. Que minhas ambições nunca sejam permitidas a me separar de ti. Eu escolho hoje honrar o compromisso que assumi no início, de seguir nosso Senhor Jesus Cristo. Amém.

Segure este pensamento: Jesus me permite ter plena participação no seu reino, se eu a escolher.

Deixe uma resposta