Um dos dias do Filho do homem

Lucas 17.22: O futuro segura toda a nossa esperança.

Depois disse aos seus discípulos: “Chegará o tempo em que vocês desejarão ver um dos dias do Filho do homem, mas não verão.
Lucas 17.22

Geralmente, sentimos saudade do passado e dos nossos entes queridos. Falamos assim: “Se eu pudesse ter apenas uma hora com minha mãe novamente, como seria bom!” Tais expressões reconhecem como amávamos a pessoa e como ela deixou lacuna no nosso coração.

O cristão que sofre pelo nome de Jesus e que ouve os falsos chamados sobre a chegada do Messias desejará ver, no meio das dificuldades que passa e da confusão criada por falsos mestres, apenas um dos dias futuros de glória. Mas ainda não verá.

Se pudesse apressar a vinda do Mestre, o faria. E se pudesse viver um dia daquela felicidade eterna! O sofrimento atual atiça ainda mais o desejo de vivenciar o futuro. As falsas promessas da vinda de Cristo intensificam mais ainda a aspiração de experimentar o momento verdadeiro.

A palavra de Jesus lembra como ele é importante ao cristão. Como centro da nossa vida, razão da nossa existência, propósito pelo qual vivemos a cada dia, Jesus é tudo para nós. Queremos sentir mesmo que seja um gostinho da vida eterna com ele.

Nada de olhar o passado. O futuro segura toda a nossa esperança. Os dias do Messias serão os mais felizes. Como seria bom viver apenas um deles!

Doce é o desejo, Pai, e como será melhor ainda a realidade!

Deixe uma resposta