Vá onde Deus está abençoando

Rute 1.6: Vamos atrás da bênção de Deus.

Desde o princípio, as pessoas têm migrado por muitos motivos. A migração para Deus é o melhor motivo de todos.

Quando Noemi soube em Moabe que o Senhor viera em auxílio do seu povo, dando-lhe alimento, decidiu voltar com suas duas noras para a sua terra.
Rute 1.6 NVI

A frase: “viera em auxílio”, é literalmente “visitou.” O verbo é usado muitas vezes quando Deus lida com o homem, frequentemente para castigar, mas aqui para abençoar.

Deus é soberano sobre as nações e o seu povo. Seus movimentos podem ser discernidos, suas ações, identificados.

Deus pode abençoar ao mesmo tempo que seu povo sofre. O livro de Rute questiona e, no fim, responde, se a fé na bênção de Deus se justifica.

Este verso nos lembra que, quando percebemos onde Deus abenços, devemos ir até lá.

Hoje, sua mão abençoa mais em Cristo, no corpo de Cristo.

Devemos ir até lá, também.

Ó Deus, que eu veja que a fé traz bênção, a seu tempo, no tempo certo.

Segure esta ideia: Onde Deus se manifesta, ele convida a nossa presença.

1 pensamento em “Vá onde Deus está abençoando”

  1. O problema é quando a “migração” se faz para uma denominação, com argumentos tais como: “não foram sanadas minhas dúvidas nessa ‘igreja'”; “o batismo no oriente é em pé e não deitado” (justificando a aspersão); “não concordo com essa ideia que só membros dessa ‘igreja’ vão ser salvos”; “essa ‘igreja’ não unge os doentes com óleo” dentre outros. Sinceramente: Só argumentos de quem não quer seguir a verdade ou se incomoda com a verdade. Todos são respondíveis; e mesmo que fossem justificáveis não seriam motivos para migrar para denominação, pois não há motivo para tal coisa! Não há aqui desrespeito pela fé e crença de cada um, mas assim como foi a postura do apóstolo Paulo em Atenas, quando encontrou um altar no qual estava inscrito: ao Deus desconhecido (Atos 17:16-24); é esse que milhares “adoram” sem conhecer, é precisamente aquele que cremos e por este motivo não seguimos denominação, mas somente a Cristo. Apesar disso, muitos acham que somos uma denominação (tanto de fora como de dentro) mostrando total desconhecimento de nossos propósitos e fé.

Deixe uma resposta