Vender-se ou entregar-se

Gálatas 1.4: A escolha é entre Acabe e Jesus.

(…) que se entregou a si mesmo por nossos pecados a fim de nos resgatar desta presente era perversa, segundo a vontade de nosso Deus e Pai. Gálatas 1.4

Ao possuir o rei Acabe a vinha de Nabote, o Senhor enviou o profeta Elias para confrontá-lo. O profeta lhe disse: “você se vendeu para fazer o que o Senhor reprova” 1 Reis 21.20. Que contraste com o que fez o Senhor Jesus!

Há apenas duas opções hoje. A escolha é ou entregar-nos a Deus, como Jesus, para sermos redimidos por Cristo e servirmos ao Senhor, ou vender-nos para fazer o mal.

As duas opções são feitas em relação a Deus. Se nos vendemos para fazer o mal, é feito, literalmente, “aos olhos do Senhor”. Podemos justificar as atitudes. Podemos deixar, como Acabe, que outros façam o trabalho sujo, para nos beneficiar do seu mal. Podemos pensar que somos especiais e merecedores. Mas aos olhos de Deus, é o mal. O que fazemos, ele vê e julga.

Se nos entregarmos ao Senhor, é feito “segundo a [sua] vontade”. A escolha da verdadeira rendição faz a vontade de Deus, ao invés de apenas pronunciar o nome do Senhor, Mateus 7.21. Assim, rejeita esta “presente era perversa”. Quando nos entregamos conforme a vontade de Deus, ele nos dá sua plenitude em Jesus Cristo e produz em nossa vida o fruto do Espírito.

A morte de Acabe foi o fim mau de uma vida reprovada. A morte de Jesus foi o momento culminante duma vida dedicada à vontade do Pai. Por isso, escolhamos bem.

Pai celeste, entrego-me ao Senhor para ser resgatado do mal.

Deixe uma resposta