Você não quis

Ora, a sua impureza é a lascívia. Como eu desejei purificá-la, mas você não quis ser purificada, …
Ezequiel 24.13a-b

Por mais quente que ficasse o fogo purificador de Deus, o povo dele não quis deixar a idolatria, retratada por ele como a imoralidade, a infidelidade espiritual.

Esse é o paradoxo milenar: Deus nos quer, mas não queremos Deus.

Ele nos chama para sua comunhão, para sermos úteis no seu reino, mas queremos construir nosso próprio mundo, realizar nossos próprios sonhos.

Ele quer trabalhar em nossa vida para nos abençoar, mas resistimos todas as suas tentativas de nos purificar.

Lá no fundo, sabemos que devemos atender ao seu chamado, mas nossa temosia insiste em continuar no caminho da destruição.

A consciência nos acusa, mas abafamo-na até ela se aquietar.

E o fogo que seria purificador se torna destruidor.

Um pensamento em “Você não quis”

Deixe uma resposta